Logotipo Engenharia Compartilhada
Home Notícias Technip obtém contratos de EUR 1,35 bilhão com a Petrobras

Technip obtém contratos de EUR 1,35 bilhão com a Petrobras

Texto da Agência France Press - 14 de agosto de 2013 1079 Visualizações
Technip obtém contratos de EUR 1,35 bilhão com a Petrobras
 
O grupo francês Technip e uma empresa norueguesa conseguiram contratos no valor de 1,35 bilhão de euros envolvendo a construção de embarcações de apoio para instalação de tubulações no Brasil, informou a Technip nesta segunda-feira.
A Technip, um grupo de serviços de petróleo, e a empresa de transporte norueguesa DOF afirmaram ter assinado oito contratos no valor de 1,35 bilhão de euros com a Petrobras para instalar tubulações flexíveis em grande profundidade.
A Technip, uma multinacional francesa que emprega 38.000 pessoas e que está presente em 48 países, viu suas ações subirem 1,50%, a 84,75 euros, após o anúncio dos contratos.
Os contratos, vencidos por uma joint venture entre a Technip e a DOF, são para a construção e a operação de quatro navios de apoio que irão instalar tubulações flexíveis em águas brasileiras.
O trabalho de concepção e construção dos navios deve ser realizado pela Vard, uma empresa de construção naval norueguesa detida em sua maior parte pelo grupo italiano Fincantieri.
O presidente do grupo Fincantieri, Giuseppe Bono, expressou nesta segunda-feira sua extrema satisfação e seu orgulho por este acordo.
Dois destes navios terão a capacidade de instalar tubos flexíveis que suportam uma pressão de 650 toneladas, o que a Technip afirma ser a maior capacidade existente para tubulações flexíveis no mundo.
Eles serão construídos no estaleiro de Tulcea (Romênia) e equipados em Soviknes (Noruega), e devem chegar ao Brasil no segundo ou terceiro trimestre de 2016.
Estes equipamentos de tecnologia avançada permitirão a instalação de dutos de grande diâmetro em locais de grande profundidade no Brasil.
As outras duas embarcações, capazes de instalar tubos que suportam uma pressão de 300 toneladas, serão construídas em Promar, no Brasil, e serão entregues no último trimestre de 2016 e no segundo trimestre de 2017.