Logotipo Engenharia Compartilhada
Home Notícias Banco anuncia investimento de U$ 10 bilhões para plano de infraestrutura brasileiro

Banco anuncia investimento de U$ 10 bilhões para plano de infraestrutura brasileiro

Texto de Paulo Victor Chagas, Repórter da Agência Brasil - 18 de setembro de 2013 855 Visualizações
Banco anuncia investimento de U$ 10 bilhões para plano de infraestrutura brasileiro
 
Brasília - O presidente mundial do Banco Santander, Emilio Botin, disse hoje (12) que estão disponíveis US$ 10 bilhões para financiamento imediato de empresas brasileiras e estrangeiras que queiram investir em infraestrutura no Brasil. “Em todo o plano de infraestrutura da presidenta Dilma, vamos colaborar no assessoramento e financeiramente. Para uma primeira etapa, teremos o objetivo de [disponibilizar] por volta de US$ 10 bilhões”, disse a jornalistas após se encontrar com a presidenta Dilma Rousseff no Palácio do Planalto.
O dinheiro, equivalente a R$ 22,7 bilhões e que está “disponível imediatamente”, segundo Botin, poderá ser utilizado para empresas participarem do Programa de Investimentos em Logística. Lançado no ano passado, o programa prevê concessões de rodovias, ferrovias, portos e aeroportos, além de trens de alta velocidade.
Botin disse que o Banco Santander tem um objetivo muito claro de investir no Brasil, que é um país importante. “Vamos organizar um simpósio de empresas espanholas e brasileiras que estão interessadas em todo o plano de infraestrutura”, disse.
Além do financiamento por meio dos três bancos públicos brasileiros (Banco do Brasil, Caixa Econômica Federal e Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social - BNDES), o plano prevê instrumentos de mercado de capitais para que empresas privadas sejam financiadas por alternativas privadas de longo prazo.
De acordo com a estatal Empresa de Planejamento e Logística, este é o maior programa de investimentos em logística do Brasil e tem um “conjunto de projetos que contribuirão para o desenvolvimento de um sistema de transportes moderno e eficiente”. Ainda segundo a empresa, 7 mil quilômetros de rodovias e 10 mil quilômetros de linhas férreas devem ser concedidos ao setor privado.