Logotipo Engenharia Compartilhada
Home Notícias Um bilhão de dólares para a Bahia

Um bilhão de dólares para a Bahia

Assessoria de Comunicação da Bahia - 02 de outubro de 2013 983 Visualizações
Um bilhão de dólares para a Bahia
 
 A missão da Bahia na China está trazendo bons frutos para o Estado. Após 10 dias de viagem, o grupo retorna ao Brasil com o compromisso de investimentos chineses nas áreas de portos, indústria, armazenagem e logística. O setor agrícola será o maior beneficiado com os investimentos chineses.
O Chongqing Grain Group Co. Ltda, responsável pelo investimento de US$ 300 milhões, na Bahia, com a esmagadora que esta sendo instalada em Barreiras, Oeste da Bahia;vai investir mais US$ 1 bilhão no Estado. Segundo o presidente do Grupo, Yinfeng Wang, existe pressa nos investimentos. Na ocasião, ele esclareceu dúvidas da missão baiana sobre a diferença entre o sistema governamental e legal do Brasil e da China.
A implantação do complexo industrial de processamento de soja da empresa Universo Verde, em Barreiras, representa um marco nas relações do Brasil com a China no segmento do agronegócio e abre grandes possibilidades de outros investimentos, principalmente na área têxtil e de fertilizantes.
O presidente da CQLT Indústrias Têxteis, após ouvir do vice presidente da Associação Baiana dos Produtores de Algodão (Abapa), Luiz Carlos Bergamaschi, sobre a produção e qualidade do algodão do Oeste baiano, solicitou que seja feito um estudo para a formação de uma Joint Venture entre a CQLT e empresas brasileiras que queiram transferir uma unidade têxtil completa queesta ociosa em Chongqing para o Oeste baiano. A unidade tem capacidade para produzir fio, tecido e confecções, além de uma previsão de gerar cerca de cinco mil empregos na região. 
Para o presidente da Associação de Agricultores e Irrigantes da Bahia (Aiba), Júlio Cézar Busato, a missão à China foi muito positiva e proveitosa. “Mostramos aos nossos compradores e investidores quem somos e o que fazemos. Possuímos, hoje, uma produção tanto de fibras como de grãos em quantidade e qualidade e podemos triplicar as oito milhões de toneladas produzidas, com a incorporação de novas áreas ao sistema produtivo, ampliação da área irrigada e melhoramento da infraestrutura de logística”, disse Busato.
O vice presidente da Aiba, Celestino Zanella, comentou que a visita foi uma oportunidade extraordinária de ver como é grande o crescimento da economia chinesa. “É impressionante a modernidade das rodovias, edifícios, aeroportos, portos, universidades, escolas e centros comerciais. O crescimento da renda dos chineses é visível. A necessidade deles aumentarem os relacionamentos comerciais será o foco. Isto inclui investimentos no Brasil e principalmente na Bahia”, concluiu Zanella.
Brazilian Day – A missão baiana formada pelo deputado federal João Leão; secretário da Agricultura do Estado da Bahia, Eduardo Salles; presidente da Associação de Agricultores e Irrigantes da Bahia(Aiba), Júlio Cézar Busato;  vice presidente da Aiba, Celestino Zanella; vice presidente da Abapa, Luiz Carlos  Bergamaschi; presidente da Pinheiro Zuttion Agropecuária, o produtor Célio Zuttion; superintendente de Agronegócios do Estado da Bahia, Jairo Vaz; prefeito do município de Luís Eduardo Magalhães, Humberto Santa Cruz e o prefeito do município de Barreiras, Antônio Henrique, chegou a China no dia 25 de setembro. Eles foram recepcionados pelo secretário geral do Partido em Chongqing, Sun Zhengcai e o vice governador, Liu Qiang.
No dia 26 de setembro, foi realizado em Chongqing, importante cidade do sudoeste da China, o Brazilian Day, evento que contou com a presença do Embaixador do Brasil na China, Valdemar Carneiro Leão. Dentro da programação, ocorreu o seminário Invest in Brazil promovido pela Embaixada Brasileira e Apex. Na ocasião, o secretário da Agricultura, Eduardo Salles, fez uma palestra sobre o potencial de produção e mercado da Bahia nos setores de grãos, fibras, carne, açúcar, etanol etc. “A Bahia pode exportar muito para Chongqing bem como recebermos investimentos chineses”, afirmou Eduardo Salles.  Segundo o superintendente de Agronegócios do Estado da Bahia, Jairo Vaz, foram meses de preparações e agendamentos para que a missão pudesse ser realizada.
Estamos aqui buscando uma forma de podermos exportar nossos produtos agrícolas, bem como atrair investimentos da China para a Bahia, quer seja em indústrias ligadas a agricultura ou em infraestrutura de logística, área em que temos carência e que nos torna poucos competitivos frente a nossos concorrentes internacionais”, disse Vaz.
Após o evento foram marcadas várias reuniões e visitas a empresas chinesas, entre elas, alguns grupos como Chongqing Grain Group co.,ltd, Hubei Fertilizantes, Chongqing Red Dragon flay oil.co, CQLT Industrias Têxteis onde os participantes da comitiva da Bahia puderam trocar informações sobre quais as formas e possibilidades de comércio e investimentos entre Chongqing e o estado da Bahia.
Chongqing - O Governo do Estado da Bahia, através da secretaria da Agricultura,construiu uma relação de negócios e atração de investimentos com a China, especialmente com a Província de Chongqing, através de viagens, missões, seminários, visitas do governador e do escritório de representação na Apex.
A província de Chongqing possui mais de 30 milhões de habitantes emantém sua importância regional em defesa, política, comércio e logística no sudoeste da China. Tornou-se o hub de ligação do vasto oeste chinês com a costa leste e o mundo. A construção da Barragem de Três Gargantas e a ligação com o porto de Shanghai através do Rio Yangtze torna esta província a mais importante do interior chinês com um crescimento anual acima da média chinesa e com uma grande concentração industrial, destacando-se a indústria automobilística, química e de processamento de óleos vegetais. A empresa Chongqing Grain Group, com cerca de 10.000 funcionários, é a segunda maior distribuidora de óleos vegetais comestíveis da China.