Logotipo Engenharia Compartilhada
Home Notícias Campina Grande ganha nova escola de mineração

Campina Grande ganha nova escola de mineração

- 16 de outubro de 2013 561 Visualizações
Campina Grande ganha nova escola de mineração
 
O Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai), junto com a Federação das Indústrias do Estado da Paraíba (Fiep), implantarão até o início de 2014, na cidade de Campina Grande (PB) uma faculdade com cursos tecnológicos de nível superior em diversas áreas, entre elas, a escola de mineração. A escola já fechou parceria com empresas, inclusive com a Micromine, para o fornecimento de software para mineração, que poderão ser usados pelos alunos dos cursos.
O anúncio veio junto com os resultados positivos do estado, que apontaram um aumento de 23% do consumo per capita da população de Campina Grande na comparação 2012/2011, segundo o banco de dados IPC Maps, calculados com base no levantamento do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 
No mesmo período, o país teve crescimento de apenas 9,3%. A economia campinense foi alavancada principalmente pela população de 'classe média alta' (B1 e B2), que consumiu mais de R$ 2,14 bilhões durante o ano passado.
O Produto Interno Bruto (PIB) do município é de R$ 4,3 bilhões, conforme dados da Fiep, o equivalente a 13,5% do PIB estadual de R$ 31,9 bilhões. Estão localizadas na cidade mais de 113 mil trabalhadores formais. O setor de serviços representa 60,2% e o industrial 27,7% do PIB municipal.
Já de acordo com o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), a cidade tem a 8ª maior sobrevivência de empresas, com média de 84%, superior à capital João Pessoa (79%), à média da Paraíba (80%), do Nordeste (71%) e do país (76%). São registrados na cidade 6,6 mil empreendedores individuais.
Campina Grande tem, ainda, um Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) maior que 97 países no mundo, com valoração 0,720 (no valor máximo até 1). A estatística que mensura a qualidade de vida conciliando aspectos de renda, educação e saúde aponta que o município está à frente de nações como China, Índia, África do Sul (integrantes do bloco econômico BRICs junto com o Brasil), Egito, Colômbia, Paraguai, Bolívia, Marrocos e Camarões.
O IDH de Campina Grande é considerado em nível 'alto' pela Organização das Nações Unidas (ONU), crescendo 20% nos números registrados pelo último censo IBGE de 2010, divulgado este ano, sobre o índice anterior de 0,601 que foi atingido uma década antes.