Logotipo Engenharia Compartilhada
Home Notícias Casa será montada em 3 horas no Campus da UEL

Casa será montada em 3 horas no Campus da UEL

Agência UEL - 30 de outubro de 2013 616 Visualizações
Casa será montada em 3 horas no Campus da UEL
 
O Centro de Tecnologia e Urbanismo (CTU) da UEL vai abrigar uma casa construída com o sistema woodframe, tecnologia alemã de construção a seco. A moradia, de 43 m², com dois quartos, sala, cozinha e banheiro, será erguida em apenas três horas, nesta sexta-feira, 1º de novembro, a partir das 14 horas. As vantagens da edificação são a rapidez na construção e o baixo custo.
A estrutura da edificação é de placas em OSB, isto é, madeiras que após serem coladas, adquirem alta resistência mecânica. Também são usadas placas de gesso acartonado no acabamento interno da casa. De acordo com a professora Ercilia Hitomi Hirota, do Departamento de Construção Civil/CTU, coordenadora do projeto de pesquisa Zero-Energy Mass Custom Homes, ou ZEMCH Brazil, a edificação é um exemplo de construção sustentável, destinada a famílias com renda de até três salários mínimos.
O ZEMCH é uma rede internacional formada por pesquisadores de vários países, cujo objetivo é desenvolver moradias com conceito sustentável. A montagem da casa/protótipo é resultado da parceria do projeto ZEMCH Brazil que é desenvolvido na UEL, com a Tecverde, da área da construção civil, além de instituições como a Universidade de São Paulo (USP), de São Carlos, a Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), Cohab e Sindicato da Construção Civil no Norte do Paraná (Sinduscon).
É um conceito de edificação inovador que reinventa o uso da madeira na construção civil. Também é uma moradia com alto potencial de eficiência energética, que inclusive reduz os custos de manutenção, diz Ercilia Hitomi. A ideia também é oferecer moradia de qualidade, com baixo custo e pouco impacto ambiental, com uma redução na geração de resíduos na ordem de 90%.
A professora explica que integrantes do projeto de pesquisa ZEMCH Brazil, professores e alunos do CTU irão avaliar o desempenho térmico e acústico da casa. Segundo Ercilia, ao lado da casa será montado outro protótipo elaborado pelos professores e alunos do mestrado em Metodologia de Projetos de Arquitetura e Urbanismo, da UEL.
A casa/protótipo será doada ao CTU pela Rede iVerde, vinculada à empresa Tecverde, em parceria com a multinacional americana LP Brasil. A moradia atende todas as normas de desempenho térmico e acústico da construção civil brasileira. Já a madeira usada na construção da casa tem durabilidade superior a 50 anos.
O fato é que somados materiais e mão-de-obra, o custo direto da casa gira em torno de R$ 27.800. O sistema construtivo é inclusive disponibilizado a construtoras por meio do modelo de licenciamento de tecnologia. A empresa Tecverde foi constituída a partir da união de um grupo de alunos do curso de Engenharia Civil da Universidade Federal do Paraná (UFPR).
Palestras
Também na sexta-feira (01/11) estão programadas palestras sobre construção em madeira e inovação na construção civil. O professor Jorge Daniel de Melo Moura, do Departamento de Arquitetura e Urbanismo da UEL, vai proferir palestra às 14h30, com o tema Construções em madeira – Qualidade, Projeto e Tecnologia. Já o arquiteto da Tecverde, Pedro Moreira, vai abordar o tema Inovação na Construção Civil, às 15h30. As palestras serão na Sala 1004, do CTU, no Campus Universitário.