Logotipo Engenharia Compartilhada
Home Notícias Engenharia Tech: as vantagens do BIM em obras
OPINIÃO

Engenharia Tech: as vantagens do BIM em obras

Assessoria de imprensa - 27 de fevereiro de 2024 493 Visualizações
Engenharia Tech: as vantagens do BIM em obras

A Engenharia Civil está rompendo paradigmas e desapegando dos modelos tecnológicos tradicionais. Um dos principais protagonistas desse avanço é o BIM, ou Building Information Modeling, uma representação digital de uma construção em todo o seu ciclo de vida, ou seja, desde a fase de projeto e planejamento até a construção e operação.
A adoção plena do BIM já se mostra fundamental para garantir a eficiência e sustentabilidade em empreendimentos. Com o uso da tecnologia, é possível ter uma gestão de obras mais eficaz, um planejamento de custos mais preciso e até mesmo identificar problemas antes mesmo do início da construção, revolucionando a forma como os projetos são concebidos e executados.

Para Gustavo Brito, Superintendente de Sistemas de Engenharia, Construção e BIM, na Andrade Gutierrez, empresa de engenharia com mais de 70 anos de experiência em obras de grande porte, a representação digital transforma a concepção de projetos na engenharia. Hoje, o que antes era feito no papel pode ser executado digitalmente, diminuindo erros e aumentando a segurança do projeto.
“Visualizo um cenário em que o BIM será aplicado em todas as fases do ciclo de vida das construções, desde o planejamento até a conclusão da obra. Além disso, o BIM se estenderá além das estruturas físicas, contribuindo para o desenvolvimento de infraestruturas e projetos de obras sustentáveis”, explica o Superintendente.

Gustavo ainda destaca as inovações tecnológicas que acompanham o desenvolvimento do BIM. "A tecnologia está moldando o BIM de maneiras surpreendentes. Já estamos incorporando recursos como Realidade Aumentada (AR) e Realidade Virtual (VR) aos modelos, proporcionando uma experiência imersiva para clientes, engenheiros, arquitetos e nossa equipe de campo que executará as atividades. Essa visualização detalhada permite que os envolvidos 'caminhem' virtualmente pelo empreendimento antes mesmo do início da construção, o que melhora significativamente o entendimento do projeto e reduz as alterações durante a execução da obra", elabora.

O avanço do BIM também está sendo impulsionado pela expansão do 5G no país. Com a internet ultrarrápida, a expectativa é de um gerenciamento ainda mais apurado das informações geradas por meio do BIM, permitindo um acompanhamento e planejamento mais preciso de cada obra. “Com o BIM, conseguimos fazer projetos muito mais detalhados, unindo informações à modelagem 3D. Assim, é possível erros, acelerar o acesso à informação e tornar a etapa do planejamento mais eficiente. Com o 5G, isso tende a ser potencializado”, completa o executivo.

O futuro tecnológico da construção
Grandes construtoras, como a Andrade Gutierrez, estão despendendo esforços para que suas obras sejam pioneiras nos avanços tecnológicos. Um exemplo prático é o Vetor AG, programa de inovação aberta da construtora, que se conecta com startups nacionais e internacionais, fomentando a inovação no setor e impulsionando a busca por soluções que resolvam os desafios dos projetos.
Desde a sua criação, já foram mais de 1000 conexões com startups e 30 contratações para empresas externas atuarem em obras da Andrade Gutierrez. André Medina, Superintendente de Inovação da AG e responsável pelo programa, explica que a busca pelas soluções está sempre alinhada com as necessidades dos clientes da construtora e com suas inovações internas, como o BIM, e que muitas vezes as tecnologias conversam entre si.
“A conexão com startups permite uma visão mais ampla do mercado além do setor de engenharia. Muitas vezes conseguimos trazer para o nosso meio uma tecnologia não nativa da construção, mas que nos auxilia a solucionar um problema. Além disso, conseguimos promover um networking entre empresas a fomentar a inovação aberta”, conclui Medina.

Imagem: Freepik