Logotipo Engenharia Compartilhada
Home Notícias Solução inovadora pode acelerar o desenvolvimento do saneamento básico no Nordeste
ABASTECIMENTO

Solução inovadora pode acelerar o desenvolvimento do saneamento básico no Nordeste

ASSESSORIA DE IMPRENSA - 27 de março de 2024 312 Visualizações
Solução inovadora pode acelerar o desenvolvimento do  saneamento básico no Nordeste

[Imagem: Autores]


Construir estações elevatórias mais compactas e econômicas com maior confiabilidade e regularidade na operação. Essas são algumas vantagens do Sistema Fluxus, que adota motores a gás natural como

alternativa energética para sistemas de bombeamento em substituição aos motores elétricos. A solução, que viabiliza a construção de novas estações de forma mais rápida e com menor custo, ultrapassa os limites da eletricidade e dispensa a necessidade do diesel dos geradores para contingência.

O Marco Legal do Saneamento entrou em vigor há três anos e ainda terá um longo percurso a ser percorrido para que o Brasil atinja suas metas de 99% de acesso à água potável e 90% de acesso ao tratamento e coleta de esgoto. De acordo com um estudo do Instituto Trata Brasil, que utilizou dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Continuada Anual (PNADCA), produzida pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), as estatísticas mostram que mais de 8 milhões de moradias brasileiras não estavam ligadas à rede geral de abastecimento de água tratada em 2022. A região que mais sofre com ausência de saneamento básico é o Nordeste (35%), principalmente nos estados da Bahia, Pernambuco e Maranhão.

Especialistas apontam que a inovação tecnológica terá papel central nesse processo de expansão e algumas soluções pioneiras estão contribuindo para a promoção da segurança hídrica e da eficiência energética no setor de saneamento. “Para atingir a universalização do serviço de saneamento é fundamental a construção de milhares de elevatórias em todo o país. O Sistema Fluxus pode colaborar para o alcance das metas previstas no Marco do Saneamento ao ser instalado em lugares onde a energia elétrica não chega ou é muito instável”, explica o Diretor Executivo da Fluxus Soluções em Energia, Caio Mario Mutz.

Desenvolvida pela Fluxus Soluções em Energia e distribuída com exclusividade no Brasil pela Energ Geradores, a inovação foi implantada em três estações elevatórias no Estado de São Paulo e se encontra em fase final em outras três unidades.

A solução é promissora no Nordeste, uma vez que a região é destaque no processo de abertura do mercado de gás natural e na atuação de novos players. Além do mercado livre, que vem se consolidando, as companhias de saneamento podem contar com as concessionárias de gás para fornecer a energia necessária para expandir seus serviços. “Essa fonte energética possui regularidade 88 vezes superior à da eletricidade, o que impacta positivamente a prestação desse serviço essencial, mudando a realidade de milhões de pessoas”, conclui Caio Mutz.

Construir estações elevatórias mais compactas e econômicas com maior confiabilidade e regularidade na operação. Essas são algumas vantagens do Sistema Fluxus, que adota motores a gás natural como

alternativa energética para sistemas de bombeamento em substituição aos motores elétricos. A solução, que viabiliza a construção de novas estações de forma mais rápida e com menor custo, ultrapassa os limites da eletricidade e dispensa a necessidade do diesel dos geradores para contingência.

O Marco Legal do Saneamento entrou em vigor há três anos e ainda terá um longo percurso a ser percorrido para que o Brasil atinja suas metas de 99% de acesso à água potável e 90% de acesso ao tratamento e coleta de esgoto. De acordo com um estudo do Instituto Trata Brasil, que utilizou dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Continuada Anual (PNADCA), produzida pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), as estatísticas mostram que mais de 8 milhões de moradias brasileiras não estavam ligadas à rede geral de abastecimento de água tratada em 2022. A região que mais sofre com ausência de saneamento básico é o Nordeste (35%), principalmente nos estados da Bahia, Pernambuco e Maranhão.

Especialistas apontam que a inovação tecnológica terá papel central nesse processo de expansão e algumas soluções pioneiras estão contribuindo para a promoção da segurança hídrica e da eficiência energética no setor de saneamento. “Para atingir a universalização do serviço de saneamento é fundamental a construção de milhares de elevatórias em todo o país. O Sistema Fluxus pode colaborar para o alcance das metas previstas no Marco do Saneamento ao ser instalado em lugares onde a energia elétrica não chega ou é muito instável”, explica o Diretor Executivo da Fluxus Soluções em Energia, Caio Mario Mutz.

Desenvolvida pela Fluxus Soluções em Energia e distribuída com exclusividade no Brasil pela Energ Geradores, a inovação foi implantada em três estações elevatórias no Estado de São Paulo e se encontra em fase final em outras três unidades.

A solução é promissora no Nordeste, uma vez que a região é destaque no processo de abertura do mercado de gás natural e na atuação de novos players. Além do mercado livre, que vem se consolidando, as companhias de saneamento podem contar com as concessionárias de gás para fornecer a energia necessária para expandir seus serviços. “Essa fonte energética possui regularidade 88 vezes superior à da eletricidade, o que impacta positivamente a prestação desse serviço essencial, mudando a realidade de milhões de pessoas”, conclui Caio Mutz.