Logotipo Engenharia Compartilhada
Home Notícias Governo e consórcio admitem erro em obra de viaduto da Copa em Cuiabá

Governo e consórcio admitem erro em obra de viaduto da Copa em Cuiabá

- 13 de junho de 2013 986 Visualizações
 
Imagem
 
A Secretaria Extraordinária da Copa 2014 (Secopa), órgão estadual que executa os projetos de empreendimentos voltados à realização do torneio mundial na Grande Cuiabá, emitiu nota nesta terça-feira (11) admitindo a ocorrência de falhas na construção do viaduto de acesso ao campus da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT) na capital.
A obra está sendo executada no ponto de cruzamento entre as avenidas Fernando Corrêa da Costa, Brasília e Tancredo Neves, a qual margeia o Córrego do Barbado. O empreendimento de 428 metros de extensão foi idealizado para possibilitar a passagem do Veículo Leve sobre Trilhos (VLT), na linha projetada para ligar a região do Coxipó ao centro da cidade. Segundo a Secopa, até o momento a obra total do VLT já atingiu 28% de execução.
Conforme a nota emitida pela Secopa, a falha está no acabamento de um dos pilares instalados para o assentamento das vigas pré-moldadas que suportarão a pista elevada. A secretaria nega que se trate de um erro de cálculo estrutural do viaduto, “que permanece com total segurança”, diz a nota.
A Secopa ainda enfatiza que, segundo o Consórcio VLT (responsável por executar a obra do modal de transporte), a ocorrência não deverá comprometer o cronograma da construção e o viaduto da UFMT continua com entrega prevista para o mês de agosto.
Por enquanto, a Secopa afirma que o consórcio estuda alternativas de corrigir a falha no pilar, que teria sido constatada há cerca de um mês, de forma a causar o menor impacto possível. O órgão estadual também negou que o erro tenha provocado paralisação nos trabalhos no local por 40 dias, como chegou a ser divulgado.
Além da região de acesso ao campus universitário, o trajeto do VLT está sendo viabilizado na Grande Cuiabá por outras obras de arte em andamento, como os viadutos da Secretaria de Estado de Fazenda (Sefaz), na Avenida Historiador Rubens de Mendonça (Avenida do CPA), de acesso ao Aeroporto Marechal Rondon (em Várzea Grande, região metropolitana de Cuiabá), a trincheira do Quilômetro Zero (também na cidade vizinha) e a rotatória de acesso do Bairro Parque Cuiabá.